Hoje em dia, é bastante comum ver nos supermercados alimentos orgânicos. Em geral, eles possuem uma aparência mais “saudável”, limpa e sem machucados. Porém, o que faz ainda muitas pessoas evitarem esses alimentos, é o seu elevado preço cobrado nos supermercados. Mas afinal, o que são alimentos orgânicos? Que vantagens e benefícios os produtos orgânicos possuem?

Os alimentos orgânicos são aqueles que utilizam técnicas que respeitam o meio ambiente e visam somente a qualidade do alimento. Os alimentos orgânicos de origem vegetal, são isentos de insumos artificiais (adubos químicos) e agrotóxicos, resultando na isenção de subprodutos compostos por nitratos, metais pesados, entre outros produtos que possam causar algum dano a saúde dos consumidores. Em relação aos de origem animal, eles não possuem hormônios de crescimento, anabolizantes, antibióticos, entre outras substâncias químicas que possam trazer malefícios a saúde. Embora os alimentos orgânicos apresentem praticamente as mesmas propriedades nutricionais dos alimentos inorgânicos, os orgânicos apresentam a vantagem de seres mais saudáveis por não possuírem agrotóxicos.

morango

Além disso, o consumo de produtos orgânicos ajuda a contribuir com o pequeno agricultor, evita a perda de solo fértil, não colabora na contaminação da água causada por pesticidas, não envolve produtos geneticamente modificados, são cultivados sem presença de radiação iônica e ajudam, principalmente, na preservação da biodiversidade. É comprovado cientificamente, que os produtos químicos aplicados podem provocar doenças nos seres humanos quando consumidos por muito tempo. Sem a aplicação dessas drogas, o produto orgânico ganha destaque por ser mais saudável. A procura de alimentos livres de aditivos químicos têm aumentado na mesma proporção da busca por saúde e qualidade de vida.

cenoura

Para ser classificado orgânico, o produto tem que ser produzido em um ambiente de produção orgânica, onde se utiliza como base do processo produtivo os princípios agroecológicos que contemplam o uso responsável do solo, da água, do ar e dos demais recursos naturais, respeitando as relações sociais e culturais. Atualmente são encontrados desde cereais, frutas, verduras, legumes, hortaliças, carnes, laticínios, papinhas e comidinhas para bebes, condimentos, entre outros alimentos totalmente orgânicos.

Portanto, se você não consome produtos orgânicos alegando o elevado preço cobrado pelos supermercados, que tal começar a desenvolver sua própria horta?

Referências

– http://www.portalorganico.com.br/sub/21/o-que-e-alimento-organico
– http://www.agricultura.gov.br/desenvolvimento-sustentavel/organicos/o-que-e-agricultura-organica
– http://www.oeco.org.br/dicionario-ambiental/28593-o-que-sao-alimentos-organicos/
– http://planetaorganico.com.br/site/index.php/alimento-organico/

Cláudio P. Filla | Laboratory Technician UTP-PR | Químico, escreve sobre o efeito positivo dos alimentos naturais através de suas propriedades e os perigos por trás dos alimentos industrializados. Mas gosta mesmo é de compartilhar alternativas para uma vida mais saudável. Curitibano, ama um pé na terra e outro no mar, mas também a rotina cultural da cidade grande.
Carregar Mais
Carregar Mais Alimentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA *

Veja Também

A frutose é realmente uma vilã? Entenda o que é frutose, suas características, aplicações e seus malefícios à saúde!

A Frutose, também conhecida por levulose ou açúcar das frutas, possui alto poder adoçante …