O Tarumã(Vitex megapotamica), também conhecido como erva-tarumã, azeitona-do-mato ou azeitona-preta, é uma árvore pertencente a família das Lamiaceaes. Seu nome popular azeitona-do-mato, deve-se aos seus frutinhos roxo-azulados, que lembram pequenas azeitonas, geralmente desprezados por causa do gosto estranho, mas apreciados por macacos e pássaros no verão. Na medicina popular, o tarumã é conhecido por sua ação depurativa do sangue, podendo combater o colesterol, ácido úrico,  sífilis, doenças da pele, inflamações da bexiga e do útero, hemorroidas, dores reumáticas, hipertensão e, ainda possui, efeito afrodisíaco.





Ativos químicos presentes no Tarumã

Em estudos realizados para prospecção fitoquímica, foi concluída a presença de inúmeros ativos que podem comprovar e eficiência medicinal do Tarumã contra os males citados acima. Os ativos indicados nas suas folhas foram os heterosídeos antociânicos, os fenóis e taninos, as catequinas, os flavonóis, as flavanonas, flavanonóis e xantonas, os esteroides e triterpenoides (esteroides livres), heterosídeos cardioativos, fenóis com posição orto e meta livres, fenóis com a posição para livre, cumarinas e ácidos orgânicos.  A presença desses metabólitos secundários podem estar relacionados à sua ação no tratamento de diversas patologias. Os compostos fenólicos atuam na inibição da peroxidação lipídica e a lipoxigenase, a presença destes pode estar relacionada ao uso do tarumã como anti-inflamatório e hipolipidêmico.

Benefícios e propriedades

Os heterosídeos cardioativos podem estar relacionados ao uso do tarumã como hipotensor, citado na medicina popular. Triterpenos e esteróides atuam como anti-inflamatórios e hormonais, as cumarinas como anticoagulante, relaxante vascular, efeito hipolipidêmico e hipotensor. Leucoantocianidinas, flavonas, flavanonas, antocianos, flavonóis conferem propriedades anti-inflamatórias, antivirais, antimicrobianas e antioxidantes. A presença de esteróides e compostos fenólicos justifica a ação hipolipidêmica já citada para esta espécie (BRANDT et al, 2009). Porém, como toda erva com ação medicinal, ela deve ser consumida com cautela.

Referências

–  CARDOSO, Francisco (2004). Árvores de Curitiba. [S.l.]: Curitiba: Ed. do Autor. 96 páginas
–  Unicentro.br: Plantas medicinais. Vitex megapotamica (Sprengel) Moldenke. Tarumã.
– FloraSBS: Vitex megapotamica – Tarumã
– Ufsm.br,  Revista Saúde (Santa Maria) Vol. 37, n. 2, jul./ dez. 2011: Análise Fitoquimica das Folhas de Vitex Megapotamica.

Carregar Mais
Carregar Mais Plantas & Ervas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA *

Veja Também

Águas aromatizadas: são funcionais, repletas de benefícios e muito mais!

Foto por: Marco Verch As águas aromatizadas são ótimas opções para quem deseja hidratar o …