Com folhas em forma de plumas e aroma único e característico, a nossa pequena margarida silvestre ganha cada vez mais espaço no gosto do paladar. Para infusões, usam-se tanto as folhas da camomila-dos-alemães (Matriacaria chamomilla) quanto da camomila-romana (Anthemis nobilis). A Matriacaria é uma das poucas plantas medicinais cujos constituintes químicos foram exaustivamente avaliados farmacologicamente, inclusive em testes clínicos. Suas propriedades fazem da camomila uma ótima aliada a distúrbios digestivos, dores de cabeça, cólicas, reduzem inchaços, relaxante muscular,  inflamações urinárias, estresse, irritabilidade, nervosismo e alergias de todo o tipo. Por possuir substâncias que induzem a efeitos anti-inflamatórios, antiespasmódico, carminativo e sedativo. Estudos recentes mostram que a camomila pode induzir a morte de células cancerígenas.

Contamos com a presença de agentes anti-inflamatórios, os flavonoides, que também atuam como antioxidante, o azuleno, a matricina, a Alfa-Bisabolol e a benzopirona que possuem ações antioxidantes e antibacterianas. Graças a apigenina, a camomila pode ajudar no combate dos radicais livres prevenindo doenças cerebrais degenerativas, câncer e outras complicações. A planta ainda conta com vitamina A, nutriente que contribui para a boa visão, pois protege a  córnea. Todas as propriedades presentes na camomila são encontradas nela graças aos óleos essenciais, presentes nela, que são obtidos através das infusões da flor.

Flavonóides: São moléculas polyphenolic que contêm 15 átomos de carbono e são solúveis na água. Consistem em dois anéis de benzeno

conectados por ramificação de três carbonos. Um dos carbonos nesta corrente é conectado a um carbono em um dos anéis da benzina, ou através de uma ponte do oxigênio ou diretamente, que dê um terceiro anel médio. Muitas destas moléculas, particularmente os anthoxanthins causam a cor amarela de algumas pétalas. As Flavonoides são abundantes nas plantas, em que executam diversas funções. Em algumas plantas, as flavonoides são responsáveis pela filtragem UV, fixação de nitrogênio e como agentes químicos. Mesmo em plantas que possuam uma elevada concentração de flavonoides, elas possuem baixa toxicidade e podem ser ingeridas em grandes quantidades pelos animais, incluindo seres humanos. Suas ações benéficas vão desde efeitos antioxidantes, contra viroses, anticancerígenos, anti-inflamatórios e antialérgicos.

Benzopirona: é uma substância ativa que possui propriedades antibióticas, bronco dilatador, fungicida e anticoagulante. A propriedade anticoagulante está relacionada à truxerrutina, proporciona efeito protetor contra o edema e reduz as queixas em pessoas com insuficiência venosa crônica. Indicada para síndromes varicosas, hemorroidas, úlceras da perna; flebites, tromboflebites, periflebites, síndromes pós-flebíticas; estases linfáticas, linfangites, linfadenites, linfedemas; estases venosas, edemas, arterites; profilaxia da trombose pré e pós-operatória e da gravidez; profilaxia e tratamento de edemas e estases linfáticas pós-operatórias e pós-traumáticas, braquialgias, cervicalgias e lombalgias.

Azuleno/ Matricina:  Possui a fórmula molecular C10H8, é um composto orgânico isômero. Ele apresenta na maioria das vezes uma intensa e brilhante coloração azulada, podendo também ser encontrado em alguns fungos, como no exótico cogumelo Lactarius indigo, e invertebrados marinhos. Quimicamente, o azuleno pertence ao grupo dos hidrocarbonetos bicíclicos insaturado. É extraído do óleo essencial de camomila alemã (Matricaria recutita).

Alfa-Bisabolol: Possui propriedades anti-inflamatória, cicatrizante e anti-séptica, indicado em diversos tipos de fórmulas hipoalergênicas e para pessoas de pele sensível. O Alfa-Bisabolol Natural é indicado para todos os tipos de formulações cosméticas devido a sua estabilidade e compatibilidade com a pele.

Apigenina: É uma Flavona com efeitos antioxidantes.

Referências

– http://www.biotecnologia.com.br/revista/bio17/17_f.pdf
– http://www.misodor.com/FARMACON/CUMARINA.html
SHAW, Non. Fitoterapia, guia prático. São Paulo, 1999.

Cláudio P. Filla | Laboratory Technician UTP-PR | Químico, escreve sobre o efeito positivo dos alimentos naturais através de suas propriedades e os perigos por trás dos alimentos industrializados. Mas gosta mesmo é de compartilhar alternativas para uma vida mais saudável. Curitibano, ama um pé na terra e outro no mar, mas também a rotina cultural da cidade grande.
  • Benefícios do Chá de Camomila

    A Camomila, também, conhecida como Matricaria chamomilla, Chamomilla vulgaris, Anthemis no…
Carregar Mais
Carregar Mais Chás & Sucos

5 Comentários

  1. Chá de Camomila | Quimica Alimentar

    31 de março de 2015 at 9:39 pm

    […] A Camomila, também, conhecida como Matricaria chamomilla, Chamomilla vulgaris, Anthemis nobilis ou Chamomilla nobilis, é uma planta anual que pode chagar até 60 cm. Seu uso medicinal é muito conhecido, indicado na dispepsia, perturbações estomacais em geral, diarreia, náuseas, inflamações das vias urinarias, relaxante muscular, calmamente, para crianças inquietas, dor de dente, entre outras indicações. Para ver todos os benefícios, químicos e fitoterápicos, da camomila, visite nosso artigo: Benefícios Químicos da Camomila […]

    Reply

  2. […] A Camomila, também, conhecida como Matricaria chamomilla, Chamomilla vulgaris, Anthemis nobilis ou Chamomilla nobilis, é uma planta anual que pode chagar até 60 cm. Seu uso medicinal é muito conhecido, indicado na dispepsia, perturbações estomacais em geral, diarreia, náuseas, inflamações das vias urinarias, relaxante muscular, calmamente, para crianças inquietas, dor de dente, entre outras indicações. Para ver todos os benefícios, químicos e fitoterápicos, da camomila, visite nosso artigo: Benefícios Químicos da Camomila […]

    Reply

  3. […] benefícios da camomila vão desde os flavonoides presentes na planta, até efeito anti-inflamatório e […]

    Reply

  4. […] em excesso, a arnica poderá produzir eritema e queimação. Além disso, pessoas alérgicas a camomila, crisântemos, margaridas e outras Asteraceae, devem evitar o uso da […]

    Reply

  5. […] das ervas mais usadas para diminuir as cólicas menstruais são o gerânio, a camomila e o jasmim. Alguns tipos de chás como o chá de erva cidreira e o chá de framboesa, que possuem […]

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA *

Veja Também

Mitos e verdades por trás das propriedades e benefícios do matcha, que promete prevenir pedras nos rins e possuir ação termogênica.

O matcha é preparado através do trituramento das folhas da Camellia sinensis, uma erva de …