Mesmo, o abútua,  não sendo muito conhecida pelo grande público, possui benefícios que tornam a planta entreuma das mais conhecidas no Brasil. As mulheres são as que mais sentem os efeitos positivos do consumo frequente do chá, pois ele combate os sintomas da incômoda Tensão Pré-Menstrual (TPM) e evita problemas no ciclo menstrual. Seu nome científico é Chondrodendron platyphyllum, é uma planta da família das trepadeiras originária do Brasil.

A Abútua é tóxica?

Sempre foi muito usada pelos índios tupis-guaranis desde tempos remotos para tratamento de várias doenças inclusive a malária, mas devido às altas doses usadas para o combate da malária e a consequente toxidade, a Abutua foi substituída pelo quinino, caindo em desuso no final do século XIX. (Veja como preparar o chá de abútua)

Ativos que compõe a Abútua

Seus efeitos tóxicos e de propriedades medicinais (quando usada sobre cautela e acompanhamento médico para diversas doenças), dá-se graças ao princípios ativos contidos na planta, como alcaloides derivados bisbenzil-isoquinolínicos: beberina, buxina, chondodendrina, condrofolina, curina, isobeberina, isochondodendrina, isococlaurina, pelosina, d-tubocurarina e mucilagens.

Para que serve a planta Abútua?

Os alcaloides vêm sendo estudados desde, de idade antiga e difundiram-se a partir do século XIX, quando os químicos orgânicos conseguiram isolar e sintetizar, a pesquisa desses compostos está simplesmente no começo, e o conhecimento aprofundado pode conduzir a respostas importantes no tratamento de doenças. Hoje, eles correspondem aos principais terapêuticos naturais com ação: anestésica, analgésica, psicostimulantes, neurodepressores, etc. Os alcaloides mais conhecidos são: atropina, cocaína, morfina, cafeína e quinina. Esses princípios fazem o abutua ter propriedades de ação contra más digestões, tonteiras, diurético, tônico e anti-febril, contra dores, esclerose, nervosismo e de ótimo efeito nas menstruações difíceis, nas cólicas anteriores e posteriores ao parto, regras atrasadas, hidropisia, corrimento blenorrágico e até em problemas do fígado e cálculos renais.

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais da abútua incluem aborto, aumento da frequência cardíaca, pressão baixa e arritmia, além, claro, de ser tóxico caso seja usada sem indicação. O ideal é sempre buscar a indicação médica antes de qualquer tratamento, mesmo que seja natural.

Referências

BALBACH, A. As Plantas Curam. São Paulo.

Carregar mais
Load More In Uncategorized

Veja também

Óleos essenciais: Extração e Classificação

Quimicamente, os óleos essenciais são uma mistura complexa de hidrocarbonetos, álcoois e c…