Provavelmente você, caso tenha mais de 15 anos de idade, foi obrigado a tomar a famosa emulsão contendo o óleo de fígado de bacalhau. Certamente este foi um dos maiores traumas sofridos pelas crianças da época. Felizmente sobrevivemos suplemento e ficamos saudáveis. Principalmente os avós, mas também os pais, sempre diziam que era necessário tomar o suplemento para crescer saudavelmente. Mas você conhece os verdadeiros benefícios do óleo de figado de bacalhau, sua composição e quais propriedades ele possui?

Benefícios do óleo de fígado de bacalhau

O bacalhau é um peixe que vive exclusivamente nos mares frios da região norte do planeta, logo as regiões que menos recebem os raios solares (ricos em vitamina D). O bacalhau é usado nas regiões frias como um suplemento alimentar contendo vitamina D natural para o organismo, em especial o óleo que compõe o seu fígado. No Brasil, como a incidência de raios solares é maior, não necessitamos dessa suplementação extra de Vitamina D, porém em casos de deficiência de vitaminas e nutrientes, sempre pode haver uma indicação com a suplementação dos mesmos, e a forma mais saudável para essa suplementação é através dos alimentos, ingerindo assim, quantidades significativas de nutrientes/vitaminas naturais e não sintéticas.

Para o que é indicado a suplementação com óleo de fígado de bacalhau?

No caso da emulsão comercializada há tantas gerações aqui no Brasil, sua indicação é para a suplementação das vitaminas A e D – o óleo é um dos poucos alimentos que contém as vitaminas A e D naturalmente. A Vitamina A é um micronutriente que desempenha papel importante na manutenção da visão, uma vez que faz parte das células nervosas sensíveis à luz presentes na retina e mantém a estrutura córnea e da membrana conjuntiva, o que pode prevenir a xeroftalmia (cegueira noturna). Ela ainda participa  de processos para a manutenção da integridade das células epiteliais, expressão dos genes, reprodução, desenvolvimento embrionário e na manutenção do sistema imune.

Já a vitamina D, é um nutriente importante para o crescimento e participa na diferenciação das células derivadas da medula óssea em osteócitos (células do tecido ósseo) ou linfócitos (células do sistema imunológico). Assim pode ser concluído, que o uso do suplemento alimentar pode ser importantíssimo no processo de crescimento, uma vez que age contra o raquitismo por sua concentração de vitamina D. Além disso, ele age como um anti-inflamatório, beneficia o coração e o cérebro, além de prevenir a esclerose múltipla.

Pontos negativos do óleo de fígado de bacalhau

Os únicos problemas do uso do óleo figado de bacalhau é o seu gosto (bastante desagradável para a maioria das pessoas), o seu preço e a composição da emulsão que é produzida hoje. Hoje não se encontra uma emulsão contendo apenas o óleo como suplemento.

Composição do óleo de fígado de bacalhau

As principais composições contem, além do óleo com aroma e sabor característico, óleo de soja, sabores artificiais, alguns aditivos químicos que agem como conservantes e casos de adição de vitaminas A e D sintéticas (menos saudáveis que as de origem natural). Por isso hoje, caso você deseje suplementar sua alimentação ou a de seus filhos com o óleo de fígado de bacalhau, é indicado um acompanhamento médico. E quem sabe, até tentar outro meio de suplementação das vitaminas A e D.
Foto por: athriftymrs.com

Referências

– Herbarium: Óleo de fígado de bacalhau
– BIONATUS LABORATÓRIO BOTÂNICO
– Dr. Alexandre Feldman. Óleo de Bacalhau: Qualidade é Fundamental
– Walnéia Aparecida de Souza, Olinda Maria Gomes da Costa Vilas Boas. A deficiência de vitamina A no Brasil: um panorama. 
Unimedbh: Vitamina D.

Load More Related Articles