A Vitamina A, também chamada de retinol, é um elemento que ajuda a manter a saúde da acuidade visual. Uma alimentação com carência de vitamina A, pode provocar a xeroftalmia, também chamada de olho seco, uma enfermidade que se caracteriza por alterações na produção de lágrimas e secura da pele da córnea e das conjuntivas, resultando no aparecimento de pequenas manchas brancas.

A vitamina A (retinol) encontra-se principalmente no óleo do fígado de peixe, na gema de ovo, na manteiga e nas natas. Os vegetais de folhas verdes e os amarelos contêm carotenoides, como o betacaroteno, que ao ser consumido se converte lentamente em vitamina A no organismo. O ácido retinoico, proveniente da Vitamina A, mantém saudável a pele e o revestimento dos pulmões, do intestino e do aparelho urinário. Podem ser citadas fontes de vitamina A: alface, brócolis, caqui, cenoura, coentro, couve, espinafre, goiaba, mamão, manga, pêssego, pimentão vermelho, salsa, tangerina e o tomate. Quimicamente, a Vitamina A é um álcool primário, polietilênico e lipossolúvel. Abrangendo uma serie de substancias que podem ser divididas em dois grupos básicos: grupo de vitamina A pré-formada e o grupo da provitamina A (que ainda será transformada em vitamina A no organismo). A Vitamina A exerce funções importantíssimas no organismo, como a constituição dos pigmentos visuais, protege a córnea, ajuda a evitar infecções, participa do processo de crescimento e reprodução da pele, além de mante-la saudável. É recomendado, para um adulto, em média, 1.000 RE a 5.000 UI por dia de Vitamina A. Sendo facilmente atingida com uma alimentação rica em vegetais e legumes amarelos e verdes.

cenoura a

Quando há carência de Vitamina A no organismo, o primeiro sintoma é caracterizado pela cegueira noturna. Outros sintomas observados são alterações na pele, dificuldade para cicatrização e perda do paladar. O agravamento do quadro pode reverter em prejuízo parcial ou total da visão. Há casos, em que se desenvolve uma xeroftalmia mais grave, ocorrendo a ulceração e necrose da córnea. Entre as causas da avitaminose estão as carências alimentares, a síndrome de má absorção, o uso abusivo de álcool e de laxantes com óleo mineral, uma vez que a vitamina A se dissolve na presença de gorduras.

Referências

BALBACH, A. As hortaliças na medicina natural. São Paulo
Alimentos, Nutrição e Dietoterapia, L. Kathleen Maban, Sylvia Escott-Stump, Ed. Roca, 1998.
– http://drauziovarella.com.br/letras/d/deficiencia-de-vitamina-a-xeroftalmia/
– http://www.manualmerck.net/?id=161&cn=1242

Cláudio P. Filla | Laboratory Technician UTP-PR | Químico, escreve sobre o efeito positivo dos alimentos naturais através de suas propriedades e os perigos por trás dos alimentos industrializados. Mas gosta mesmo é de compartilhar alternativas para uma vida mais saudável. Curitibano, ama um pé na terra e outro no mar, mas também a rotina cultural da cidade grande.
Carregar Mais
Carregar Mais Saude

1 Comentário

  1. […] folhas de alface são repletas de nutrientes. Em 100 g de alface encontramos a vitamina A, também chamada de retinol (um elemento que ajuda a manter a saúde da acuidade visual), […]

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA *

Veja Também

Alimentação colorida? Saiba quais benefícios cada cor de alimento traz para seu organismo.

Não é de hoje que sabemos a importância para nossa saúde manter uma alimentação equilibrad…