Atualmente existe uma enorme discussão relacionada à administração da quitosana com o objetivo de acelerar o processo de emagrecimento. Alguns artigos relatam até o atestamento de que a quitosana é capaz de acelerar a redução de peso em pessoas obesas sem necessidade de alteração na dieta alimentar ou, ainda pior, adotando uma dieta vazia de calorias.

Tomar quitosana emagrece?

A quitosana é uma fibra natural de origem animal, extraída do exoesqueleto de crustáceos, e possui estrutura química semelhante à celulose. Hoje, duas das propriedades farmacológicas da quitosana que estão sendo bastante exploradas são a sua capacidade de auxilar na redução de peso, teoricamente pela captura de gordura ingerida, a sua capacidade de redução dos níveis de colesterol LDL.

É seguro tomar quitosana?

 Embora não seja consenso no meio científico, quitosana é reconhecidamente segura e não-tóxica ao ser humano, como resultado seu consumo vem sendo cada vez maior.

Como funciona a quitosana?

As referências que citam a quitosana como responsável pela redução de peso, atribuem essa propriedade ao polímero por razão de sua indigestibilidade no trato gastrintestinal superior, sua alta viscosidade e baixa afinidade pela água no trato gastrintestinal inferior, transforma-se em gel ao entrar em contato com as condições estomacais. 

Quando as gorduras ingeridas na alimentação entram em contato com esse gel formado pela substância, são capturadas pelas moléculas do polímero e levadas para o intestino e, após ser solidificada, impede a absorção das gorduras pelo organismo, que serão excretadas juntamente com as fezes.

Efeitos colaterais da quitosana

Mas como você sabe, não existem substâncias milagrosas que trarão a desejada redução de peso sem a adição de uma dieta e hábitos saudáveis, ainda mais se forem aplicadas medidas radicais como uma dieta vazia de calorias.

Outro ponto negativo em relação ao consumo da substância, é que as vitaminas lipossolúveis (K, E, D e A), que são fundamentais para o organismo, não serão absorvidas e como resultado trará uma deficiência desses nutrientes.

Além disso, pode interferir na absorção de alguns fármacos, tais como antidiabéticos, anticoagulantes, agentes de redução do colesterol e contraceptivos, reduzindo-lhes a eficácia. Por fim, ainda existem relatos de inchaços, sensação de estufamento no estômago, náuseas, alergias e obstipação após o uso da substância.
Foto por: kev-shine

Referências

– AZEVEDO, V. V. C.; CHAVES, S. A.; BEZERRA, D. C.; LIA FOOK, M. V.; COSTA, A. C. F. M. Quitina e Quitosana: aplicações como biomateriais. Revista Eletrônica de Materiais e Processos, Campina Grande, v.2.3, p. 27-34, 2007.
– DAMIAN, C.; BEIRÃO, L. H.; FRANCISCO, A. de; ESPÍRITO SANTO, M. L. P.; TEIXEIRA, E. Quitosana: um amino polissacarídeo com características funcionais. Alim. Nutr., Araraquara, v. 16, n. 2, p. 195-205, abr./jun. 2005.
 Ferreira, Juliana. APLICAÇÕES NUTRICIONAIS DA QUITOSANA: UMA BREVE REVISÃO.

    Load More Related Articles