Foto por: John Jennings
Pertencente à família Myrtaceae, a Melaleuca vem ganhando destaque devido aos seus benefícios. Dependendo da região, a Melaleuca pode ser conhecida por árvore-ti, tea tree, ou árvore-do-chá ou “mirto-de-mel”. As espécies mais utilizadas na medicina são a  M. alternifolia e a M. leucadrendron. Ambas espécies são comumente cultivadas na Austrália, onde é extraído da planta seu óleo essencial. O óleo de melaleuca é muito eficaz como agente antibacteriano e antifúngico, além de estimular as defesas do organismo. Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade de Sydney, comunidades aborígenes ao longo da costa leste da Austrália, utilizavam a melaleuca como antisséptico para problemas de pele, tratando cortes, queimaduras e infecções.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Quais são os benefícios do óleo essencial de melaleuca?

Ele é um óleo essencial volátil obtido por destilação e arraste de vapor das folhas da espécie Melaleuca alternifolia, composto por mais de 100 componentes, que impossibilitam uma bactéria de conseguir modificar seu sistema enzimático. O principal composto ativo presente nele é o terpinen-4-ol, que possui propriedades antimicrobianas e anti-inflamatórias. Entre os diversos ativos encontrados no óleo essencial podemos citar: gama-terpineno; alfa-terpineno; cineole; terpinoleno; cymene; pinene; terpineol; aromadendrene; candinene; limoneno; sabineno; globulol e viridiflorol. Atualmente, o óleo essencial de melaleuca possui um odor bem característico, que lembra muito a canfora. Devido aos mais variados ativos presentes em sua composição, o óleo é um grande aliado no combate de bactérias, fungos e outros patógenos humanos. Para se ter uma ideia, testes feitos pelo departamento de medicina experimental na Itália, demonstraram que uma solução num teor mínimo de 0,5% do óleo é eficaz contra um largo número de fungos e micoses de pele (pé de atleta, frieiras, etc).

Indicações para o uso do óleo de melaleuca

Na medicina natural, ele indicado no tratamento de acne, borbulhas, candidíase, micoses, picadas de insetos, verrugas, inflamações da pele, higiene dentária, couro cabeludo, piolhos e lêndeas, podendo ser aplicado em cremes, loções, sabonetes e xampus. Até os sintomas causados pela gripe não ficam de fora dos benefícios do óleo essencial da melaleuca, podendo ser feita sua inalação que irá promover o descongestionamento nasal. Mulheres também são muito beneficiadas pelas propriedades da Melaleuca quando o assunto é infecção vaginal. Uma pesquisa da University of Western Australia comprovou que o óleo essencial de melaleuca é capaz de eliminar o principal fungo causador da candidíase, mesmo se aplicado em concentrações pequenas. Na literatura, existem poucos efeitos adversos do uso tópico do óleo de melaleuca (em baixas concentrações), o mais comum é a dermatite de contato, sem toxidade.

Referências

– Florien: ÓLEO ESSENCIAL DE MELALEUCA
– Halcón L, Mikus K. Staphylococcua aureus and wounds: a review of tea tree oil as a promising antimicrobial. Am J Infect Control. 2004
– VIEIRA, Tatiana R. et al . Constituintes químicos de Melaleuca alternifolia (Myrtaceae). Quím. Nova, São Paulo , v. 27, n. 4, 2004,
– Aromalandia: Óleo Essencial de Melaleuca (Tea Tree) 

Carregar Mais
Carregar Mais Plantas & Ervas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Águas aromatizadas: são funcionais, repletas de benefícios e muito mais!

Foto por: Marco Verch As águas aromatizadas são ótimas opções para quem deseja hidratar o …