A Maca Peruana, de nome científico Lepidium peruvianum – Lepidium meyenii, é uma planta medicinal, que dependendo da região pode ser conhecida como maca-andina, planta-maca, maca-pó ou maca-ginseng. A Maca Peruana costuma ser consumida em pó ou em cápsulas.


Diabetes
[dfads params=’groups=1686&limit=1&orderby=random’]

Composição da Maca Peruana

Não demorou muito para a Maca Peruana começar a chamar atenção do público brasileiro, isso por ser uma planta rica em nutrientes como o caroteno, a tiamina (B1), a Riboflavina (B2), o ácido Ascórbico (C), a Niacina, além de vitaminas B6, D3 e P.  A planta ainda possui minerais, como o cálcio, fósforo, magnésio, potássio, sódio, cobre, zinco, manganês, ferro, selênio, boro e traços de sílica, alumínio e vestígios de bismuto. A Maca Peruana ainda é composta por seus princípios ativos, destacando-se os esteroides, os compostos fenólicos, os flavonoides, os taninos, os glicosídeos, as saponinas, as aminas, os alcaloides, as antocianidinas, as dextrinas e os glucosinolatos.

Maca Peruana

Propriedades da Maca Peruana

Quando se lembra da maca, a principal propriedade lembrada da planta é sua ação afrodisíaca, que aumenta a libido, o vigor e desejo sexual, tanto para homens (onde a planta provoca vasodilatação na região genital) como para mulheres (provocando aumento na produção de hormônios, inclusive a testosterona, auxiliando em problemas menstruais e na menopausa). Essa propriedade é resultante da ação dos compostos presentes em seus princípios ativos. Os nutrientes presentes na Maca Peruana também atuam fornecendo mais energia e disposição. Melhoram a saúde do coração, diminuem o colesterol ruim no sangue e evita a hipertensão. Por ser rica em cálcio e ferro, a maca ainda atua na prevenção da osteoporose e é ótima contra anemia. Quem busca emagrecimento pode contar com a maca peruana, a planta também contem ótima concentração de fibras, saciando a fome. Mulheres grávidas também podem usar a maca peruana, ela mantém os níveis de progesterona, deixando os hormônios em equilíbrio.

Contraindicações

Não existem restrições quanto ao consumo da Maca Peruana, não havendo nem potencial de toxicidade. Porém, pessoas com qualquer condição de doença crônica, hepática, renal ou alérgica, só devem utilizar a maca com recomendação médica. É interessante observar, que pelo aumento da atividade hormonal ocasionado pelo uso da maca, podem aparecer espinhas na pele, além de alterações hormonais em mulheres. Quem sofre com insônia e ansiedade deve evitar o uso da maca, uma vez que a planta age como estimulante.

Referências

– CHACON, R. C., Estudio fitoquimico de Lepidium meyenii, “Dissertation (1961), Univ. Nac. Mayo de San Marcos, Peru.
– DINI, A. et al., “Composição quimica de Lepidium meyenii”, Food Chemistry (1994), 49:347-349.
– LEON, J. “A Maca, Lepidium meyenii, planta pouco conhecida da alimentação do Peru”, Economic Botany (1964), 18:122-127.
– QUIROSC., et al., “Os estudos e a determinação fisiológica do número de cromossomos na Maca, Lepidium meyenii, Economic Botany (1996), 50(2);216-263.
– VILCHES, L. O. Maca –Planta Medicinal y Nutritiva del Perú. 1997. Lima. Peru

Carregar mais
Load More In Plantas & Ervas

Veja também

Função da Vitamina D: saiba para que serve, benefícios e como repor sua deficiência.

A vitamina D, também conhecida por colecalciferol, é um pró-hormônio esteróide considerado…