Foto por: Steven Depolo
Desde muito cedo, muitos de nossos pais, nos apresentam um condimento que deixa os lanches ainda mais saborosos: o ketchup. Por ser um produto industrializado muito se comenta sobre o ketchup, logo vindo a imagem de um produto rico em aditivos químicos nocivos à saúde. Mas afinal, o ketchup, quando consumido moderadamente, faz mal à saúde? Existem benefícios no ketchup?

Provavelmente você já se perguntou se aquele ketchup super anunciado em propagandas, alegando possuir tomates selecionados e, assim, sendo o mais saudável da categoria, é realmente um produto que traz algum benefício à saúde ou somente malefícios, não é? Ou ainda outra dúvida maior: se os ketchup’s levam tomates em sua composição? Quanto a adição de tomates, existe um norma exigindo a presença do ingrediente em sua composição, algumas das marcas mais famosas incluem pelo menos 70% do suco concentrado da polpa do tomate. Porém não são todas as marcas que adicionam esse percentual na composição de seus ketchup’s, deixando parecem mais um liquido corado com sabor artificial de tomates. Para desenvolver nosso artigo, utilizaremos como base, a composição de um dos ketchup’s mais famosos do Brasil, a HEINZ. Ao pesquisar pelos ingredientes do ketchup, pode ser observado a não adição de conservantes em sua composição: Tomate, açúcar, vinagre, sal, cebola e aroma natural. – Deixando apenas uma dúvida quanto ao aroma natural. A não ser por esse ponto, o ketchup da marca apresenta pontos favoráveis por não serem adicionados diversos aditivos químicos, tornando o produto menos nocivo ao organismo.

tomate

O tomate quando processado para a produção do ketchup, torna-se um suco concentrado da sua polpa que é rico em uma substância com ação antioxidante, o licopeno. O licopeno, além de possuir ação antioxidante, também possui ação anti-inflamatória e é bastante associado à prevenção do câncer de próstata. Porém, o ketchup deve ser tratado como um condimento, devendo ser consumido com moderação. Mesmo com o benefício gerado pela presença do licopeno, o ketchup é rico em açucares e em sódio, e essa combinação certamente não fará muito bem para saúde. A OMS, por exemplo, recomenda que a ingestão diária de açúcares não passe de 10% da parcela total dos alimentos consumidos durante o dia, e em 12g do produto é possível encontrar até 3% dessa parcela total. O açúcar aplicado no ketchup tem como função equilibrar os níveis de acidez do suco concentrado da polpa de tomate. – O molho de tomate é saudável?

Sim, agora fica sua dúvida: “Normalmente vejo nos rótulos dos ketchup’s uma variedade enorme de conservantes em sua composição, ainda assim é saudável?”

A resposta para essa questão pode ser feita de duas formas: sim e não!
Se os ketchup’s com um maior nível de adição de conservantes forem consumidos moderadamente, isto é, algumas vezes por semana e sem exageros, ele ainda pode ser considerado saudável. Agora se forem consumidos diariamente, deixam de ser os mocinhos e passam a ser os vilões da alimentação saudável. Os aditivos químicos adicionados aos ketchup’s normalmente são os acidulantes (ácido cítrico), os espessantes para dar viscosidade ao produto (carboximetilcelulose sódica e goma xantana) e os conservantes alimentares (ácido sorbico, que é usado para evitar o crescimento de micro-organismos, tais como fungos e leveduras). Mesmo sendo aditivos químicos, não foram encontradas fontes confiáveis que confirmassem a relação da ingestão dos mesmos com o aparecimentos de reações adversas como doenças ou carcinomas. Porém os espessantes e conservantes, por serem produtos artificias, não devem ser consumidos em excesso por razão de suas reações que acabam liberando uma concentração alta de sódio em seus produtos. Agora se for consumido moderadamente, um ketchup de marca confiável e com pouca adição de conservantes, esta pode até ser uma boa opção, pelo menos você estará consumindo uma quantidade razoável de licopeno e outros componentes que compõe o tomate. Se você gosta de ketchup e prefere consumi-lo de uma forma ainda mais saudável, pode preparar sua receita caseira. Clique e veja como preparar o ketchup caseiro. – Assim como mencionado no artigo sobre a ingestão de salsichas: se consumidas moderadamente, não fazem tanto mal assim para a saúde!

Referências

–  A redenção do ketchup?! Acessado em: http://cienciadanutricao.blogspot.com.br/2015/10/a-redencao-do-ketchup.html
– Shami, N.J.I.E. & Moreira, E.A.M. Licopeno como agente antioxidante. Rev. Nutr. [online]. 2004, vol.17, n.2, pp. 227-236. ISSN 1415-5273.
– BALBACH, A. As Hortaliças na Medicina Natural – Tomate.
– Legislação Específica de Aditivos Alimentares e Coadjuvantes de Tecnologia. Acessado em: http://www.anvisa.gov.br/alimentos/legis/especifica/aditivos.htm

Cláudio P. Filla | Laboratory Technician UTP-PR | Químico, escreve sobre o efeito positivo dos alimentos naturais através de suas propriedades e os perigos por trás dos alimentos industrializados. Mas gosta mesmo é de compartilhar alternativas para uma vida mais saudável. Curitibano, ama um pé na terra e outro no mar, mas também a rotina cultural da cidade grande.
Carregar Mais
Carregar Mais Alimentos

6 Comentários

  1. […] não adora um cachorro-quente em um final de semana? E misturar condimentos para deixar ainda mais gostoso? O cachorro-quente tem grande popularidade quando o assunto é […]

    Reply

  2. […] visto no artigo “Ketchup faz mal? Se usado moderadamente, o condimento deixa de ser um vilão!“, se o ketchup for usado moderadamente e não possuir uma concentração alta de […]

    Reply

  3. Como fazer sala em pote de vidro | Química Alimentar

    19 de janeiro de 2016 at 11:32 am

    […] Com  a vida corrida e a falta de tempo nos dias de hoje, muitas pessoas acabam abandonando velhos hábitos, saudáveis, na alimentação. Um desses hábitos é o de preparar e ingerir mais porões de saladas, dando preferência a lanches rápidos ou não consumindo durante as refeições a salada. – Ketchup é saudável? […]

    Reply

  4. […] Nos dias atuais, o molho de tomate é um dos ingredientes mais usados na grande maioria dos pratos, seja o molho de tomate preparado na hora com tomates frescos ou o molho de tomate industrializado, vendido em supermercados. A recomendação, para uma melhor ação benéfica de substancias presentes nos tomates e demais ingredientes que compõe o molho de tomate, é o consumo de, apenas, molhos de tomates feitos em casa. O molho de tomate industrializado contém grande quantia de açúcar, amido e conservantes, sendo assim não muito benéfico. Os benefícios do molho de tomate caseiro, podem ser iniciados pelo seu ingrediente principal, os tomates. – E o ketchup é saudável? […]

    Reply

  5. Rosileide Luandabela Santos

    21 de janeiro de 2016 at 10:35 am

    Quimica …
    Eu adoro ketchup….
    Ponho em quase todas as minha comidas.Sei que o conservante não faz bem a saúde,mas mesmo assim eu consumo. Já fiz ketchup em casa ,mas não sai o mesmo sabor de quando compro pronto. Enfim sua matéria esclarece e agradeço por isso embora sabendo que não seja bom para a saúde vou continuar comendo,só que agora moderadamente.
    Um abraço.
    Luandabela…

    Reply

    • Química Alimentar

      21 de janeiro de 2016 at 10:54 am

      Olá Luandabela,
      Que bom que está interagindo no site. 🙂
      Rs, o sabor do ketchup pronto é bem melhor mesmo que o caseiro. A intenção com a criação do artigo é somente para alertar quanto o consumo dos conservantes, mas sem condenar o uso do ketchup. Afinal, ele pode sim ser um condimento considerado saudável. 🙂
      Também adoro um ketchup em algumas comidas. Um prazer as vezes não faz mal, não é? Rs.
      Abraços.

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA *

Veja Também

A frutose é realmente uma vilã? Entenda o que é frutose, suas características, aplicações e seus malefícios à saúde!

A Frutose, também conhecida por levulose ou açúcar das frutas, possui alto poder adoçante …