Nos supermercados, os empanados industrializados, conhecidos como steaks, são sempre atrativos pelo seu preço, sabor e praticidade em ser preparado. Mesmo suas embalagens garantindo que são preparados com carne de frango ou boi, podem ser uma pequena ilusão ao consumidor.

PUBLICIDADE

Como são os empanados industrializados?

Pode ser por sua comodidade, praticidade ou sabor, mas é cada vez mais comum o consumo de alimentos industrializados como os empanados. Porém poucos se preocupam em como são feitos os empanados e que substancias estão presentes nesses alimentos. Ao ler os ingredientes, no verso da embalagem, presentes nos empanados, é comum vir especificado carne mecanicamente processada, que é o reaproveitamento de restos da carne de frango, algumas vezes até partes de ossos e pele que não teriam serventia, após o abate, e assim é processado e feito o preparo de uma pasta contendo traços da carne de frango. Outro ingrediente comum a ser observado é a gordura vegetal hidrogenada, conhecida gordura trans, responsável por dar aspecto crocante e “sequinho” em muitos alimentos. O grande problema desse tipo de gordura, é que ela faz com que os vasos sanguíneos fiquem impedidos de se dilatar, impedindo a passagem sanguínea. São vistos também aditivos químicos, como o tripolifosfato de sódio, conhecido como STPP. É um composto muito utilizado em produtos de limpeza como detergentes, limpadores sanitários e tem ação sequestrante de dureza.

PUBLICIDADE

Glutamato, STPP. Conservantes utilizados nos empanados industrializados

Nos alimentos, o STPP é usado para reter a umidade, conservando sua validade.  Também é usado o eritorbato de sódio como antioxidante e o espessante carragena para manter a aparência do produto. Para realçar o sabor dos produtos industrializados é muito comum empregar o uso do glutamato monossódico. O GMS é mais do que somente um tempero, na realidade, ele tem um sabor fraco, além do que, ele apenas engana sua língua, usando um pouco conhecido quinto estado de sabor: umamiUmami é o gosto do glutamato, que é um saboroso gosto encontrado em muitas comidas japonesas, bacon e também no aditivo alimentar tóxico glutamato monossódico. O uso excessivo do GMS, em pessoas sensíveis ou não, pode trazer consequências a saúde como problemas neurológicos. Não apenas os componentes químicos possuem riscos a saúde, mas também a quantidade de gordura e sódio que é encontrado nos empanados. Trazendo como consequência a obesidade, hipertensão, diabetes e outros problemas relacionados. São calorias vazias e de péssima qualidade. Tenha sempre cuidados ao consumir alimentos industrializados como empanadoschickens e demais congelados. Não estamos recomendando o não uso dos produtos, mas sim um cuidado especial pelos malefícios que eles podem oferecer à saúde quando consumidos excessivamente.

Referências

– TANAMATI AAC et al. Composição centesimal e quantificação de ácidos graxos em steak empanado de frango. Cienc. Tecnol. Aliment., 31: 178-83, 2011.
– http://www.noticiasnaturais.com/2009/10/glutamato-monossodico-gms-o-sabor-que-mata/
– http://jorgeroriz.com.br/godura-hidrogenada-perigo-para-sua-saude/
– http://scsquimico.com.br/stpp.php

Carregar Mais
Carregar Mais Química de Alimentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Processamento de Alimentos: Principais tipos de pigmentos (corantes) naturais presentes em alimentos.

A cor dos alimentos provavelmente seja um dos fatores que mais influenciam o consumidor ao…