Foto por: Andrew Magill
Sucesso entre as crianças, o leite fermentado é um dos produtos mais cobiçados e adorados pelos pequenos, entre eles o Chamyto e Yakult. Porém, muito mais que apenas uma bebida láctea ou a base de leite, os leites fermentados são bebidas ricas em probióticos: os Lactobacillus casei, resistentes a acidez do estômago e que promovem uma maior regularização das funções intestinais por chegarem vivos em maior quantidade ao intestino.

De modo simples, o leite fermentado é produzido a partir da fermentação láctea provocada pela adição de lactobacilos vivos. Os lactobacilos são conhecidos como “bactérias do bem”, graças aos benefícios que podem gerar ao intestino como melhor absorção de ferro e cálcio, eliminação de toxinas do corpo, evitar a formação de gases, fortalecer o sistema imunológico, além de melhorar a tolerância à lactose. Existem estudos que comprovam a eficácia do consumo regular de produtos com probióticos em sua composição, podendo melhorar até sintomas da síndrome do intestino irritável, colite ulcerativa diarreias. Atualmente, os alimentos fermentados são reconhecidos como as principais fontes de probióticos fornecedoras de benefícios a flora intestinal.

Apesar dos benefícios gerados pelos lactobacilos vivos, o ideal é não abusar na ingestão dos leites fermentados. Consumir 1 potinho por dia é mais do que suficiente para se beneficiar com os probióticos.

Processo de fabricação do leite fermentado

1garrafaInicialmente, antes de ser levado a fermentação, o leite desnatado, usado no processo, é esterilizado. Este processo objetiva obter um produto estéril e manter suas características nutritivas e organolépticas do produto fresco.

Após 2garrafaser esterilizado, o leite desnatado segue para o tanque de pré-fermentação onde recebe a cultura de lactobacilos e, após o período determinado para a etapa, é transferido para o tanque de fermentação, onde acontece o desenvolvimento dos lactobacilos probióticos e a fermentação do leite. O processo de fermentação é muito importante no processo, pois é nele que são acumuladas as vitaminas e ácidos orgânicos, que aumentam a vida útil dos produtos. Além disso, a lactose presente no leite é fermentada, resultando em ácido lático, que favorece a redução do pH, inibindo o crescimento de microrganismos indesejáveis. Em seguida, o leite fermentado segue para o Tanque de Mistura.

3garrafaNa etapa de  preparação e esterilização do xarope, que em seguida irá ser misturado ao leite fermentado, o açúcar é dissolvido em água e seguido para o tanque de dissolução e, posteriormente, passado pela filtragem e esterilização, onde fica armazenado no tanque de estocagem até seguir para o tanque de mistura.

4garrafaJá no tanque de mistura é adicionado ao leite fermentado e ao xarope, a essência que deixa o aroma e sabor característico do produto. Após a adição, o leite fermentado é resfriado e fica pronto para o engarrafamento.

5garrafaApós ser engarrafado, os paletes com o produto irão ficar em uma câmara-refrigerada, onde seguirão para análises em laboratório de controle de qualidade e, só depois de liberados, poderão ser levados aos pontos de comercialização.

Referências

Cláudio P. Filla | Laboratory Technician UTP-PR | Químico, escreve sobre o efeito positivo dos alimentos naturais através de suas propriedades e os perigos por trás dos alimentos industrializados. Mas gosta mesmo é de compartilhar alternativas para uma vida mais saudável. Curitibano, ama um pé na terra e outro no mar, mas também a rotina cultural da cidade grande.
Carregar Mais
Carregar Mais Alimentos

1 Comentário

  1. karen

    27 de fevereiro de 2016 at 2:02 pm

    Legal. Adoro yakult.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA *

Veja Também

Hibisco: o chá de hibisco estimula a queima de gordura, regulariza o intestino, possui ação antioxidante e combate a retenção de líquidos!

Hibiscus sabdariffa L. (Malvaceae) é uma importante planta medicinal, originária da Índia.…