Entre os diversos minerais existentes, o zinco é considerado um dos mais importantes em nossa alimentação. Os benefícios do zinco podem ser sentidos na pele, melhorando a acne, eczemas e queimaduras, para a próstata, infecções, entre outros. Quando o mineral é pouco consumido através da alimentação, ocorre a baixa da imunidade, infertilidade e até afetar a memória. A seguir, conheça 6 sinais que mostram quando seu organismo está com carência de zinco e já é hora de inclui-lo em sua dieta!

PUBLICIDADE
1zinc-min

Doenças que nunca curam
Para formar as células e as moléculas que combatem as infecções do corpo, o sistema imunológico precisa de energia. Quando há falta de zinco na alimentação, o organismo fica mais vulnerável a infecções virais, interferindo na síntese das imunoglobulinas.

2zinc

Falhas na memória
Em uma pesquisa, cientistas descobriram que a falta de zinco afeta a memória e o aprendizado. O zinco atua na regulação da forma como os neurônios se comunicam com o auxilio de uma enzima, onde o zinco atua na sua formação e, quando desequilibrada, provoca distúrbios de atenção. Foram observados sintomas como a falta de atenção, convulsões, distúrbios de comportamento e diminuição da memória.

ossos zinco

Ossos fracos
Não se deve apenas a falta do cálcio a ocorrência de fraqueza nos ossos. A carência do zinco pode causar a fragilidade nos ossos, devido a diminuição da atividade da vitamina D no organismo, que deixa de estimular a absorção do cálcio e fosforo. O zinco ainda desempenha um papel importante: ele auxilia na formação do colágeno, na recuperação de fraturas ósseas e na prevenção da osteoporose.

4zinc-min

Dificuldade no crescimento
O zinco é um mineral fundamental no processo de crescimento ósseo, atuando diretamente na formação dos ossos, além de ser indispensável para a produção de proteínas que promovem o crescimento. Se houver carência do mineral no organismo, haverá redução do peso corpóreo, da massa muscular e o retardamento do desenvolvimento.

5zinc-min

Falta de apetite e alteração no paladar
O zinco possui um mecanismo que ativa as áreas do cérebro que recebem informações da sensibilidade do gosto e cheiro. Quando isso ocorre, há uma diminuição no apetite, prejudicando a alimentação e levando a perda extrema de peso.

Além dos casos citados a cima, o zinco também ajuda a melhorar a sensibilidade à insulina, protege contra infecções e tumores e ainda possui papel antioxidante. O zinco está ligado a função sexual, sendo necessário para ovulação, fertilização e maturação do esperma, a função sensorial e possui papel direto na cicatrização.
Foto por: Quinn Dombrowski

Carregar Mais
Carregar Mais Saude

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Águas aromatizadas: são funcionais, repletas de benefícios e muito mais!

Foto por: Marco Verch As águas aromatizadas são ótimas opções para quem deseja hidratar o …