A vitamina Q10, também conhecida por ubiquinona, é uma coenzima produzida naturalmente pelo organismo, mas que pode ser obtida através da ingestão de suplementos e alimentos por ser produzida em menor quantidade a partir dos 30 anos de idade. Quimicamente, ela é designada como 2,3-dimetoxi-5-metil-6-decaprenil-1,4-benzoquinona.

Onde a coenzima Q10 é encontrada?

No corpo, a maior concertação de vitamina Q10 é encontrada no cérebro, coração, fígado e rins. Em alimentos, ela pode ser encontradas em carne de boi, peixes (sardinha), aves, brócolis e soja. A ubiquinona atua fundamentalmente no metabolismo energético, podendo auxiliar até no processo de perda de peso. Pode ser considerada uma vitamina de grande valia para pacientes com grave insuficiência cardíaca, controlando o fluxo de oxigênio intracelular, diminuindo a hipóxia e o impacto da isquemia sobre o coração.

Benefícios da (coenzima) vitamina Q10

“Uma pesquisa sobre Coenzima Q10, iniciada em 1957, descobriu que no sangue dos cardiopatas há 25% menos vitamina do que nos indivíduos sadios. O Dr. Robert Atkins, no seu livro A Revolução do Vitanutriente, cita que três estudos separados demonstraram que após administrarem ubiquinona a milhares de pessoas com insuficiência cardíaca, obtiveram uma melhora de 75% na função pulmonar, do edema e das palpitações, sem efeitos colaterais.” [Priscila Sandmann. Via Farma] 

Além disso, suas propriedades antioxidantes fazem da Q10 um nutriente essencial em produtos cosméticos para potencializar o efeito antienvelhecimento, além de possuir função antimicrobiana, inibindo o crescimento de bactérias. Vale salientar que a coenzima obtida por meio dos alimentos não é suficiente para suprir as necessidades do nosso organismo, uma vez que apenas 10% dela é absorvida, por isso é interessante apostar na suplementação de vitamina. 

Quais os sintomas da deficiência no organismo?

“A partir dos 30 anos de idade, a produção de Q10 pelo nosso organismo vai diminuindo, e estes níveis reduzidos são notados através da fadiga, da falta de força muscular e também pelo envelhecimento precoce”. [bemestarbrasil.com]

Efeito colaterais da coenzima Q10

Também vale ressaltar que a ingestão da suplementação da coenzima Q10 não é indicada para pacientes com hipersensibilidade a vitamina, por ela poder causar a perda do apetite, enjoos e dores de cabeça. Além disso, o ideal é sempre consultar um médico ou nutricionista antes de consumir o produto.

Referências


– Extratusvida: COENZIMAQ10
Bemestarbrasil: COENZIMA Q10 E SEUS BENEFÍCIOS
Catarina Isabel Alves Oliveira: Aspectos Farmacológicos da Coenzima Q10

Carregar mais
Load More In Química de Alimentos

Veja também

Benefícios da Alcachofra: além de ajudar no controle do colesterol, é diurética e atua contra a má digestão.

Uma planta nativa da região mediterrânea, introduzida no Brasil por imigrantes italianos n…