O chá de mulungu (Erythrina velutina, Erythrina aculeatissima), também conhecido como canivete, bico-de-papagaio e corticeira, é uma árvore elegante, que atinge de 6 a 10m de altura. Possui uma casca vermelhada e com folíolos cobertos com pelos finos e macios. Suas flores são grandes e vermelhas.

Ela é nativa da caatinga do nordeste brasileiro e Vale do São Francisco, muito empregada no paisagismo, por exemplo. Por outro lado, na medicina natural, é considerada uma planta medicinal muito eficaz no tratamento de problemas relacionados ao estresse e ao nervosismo. Inclusive, a erva de São João também é ótima contra sintomas de nervosismo, ansiedade e depressão.

O chá de mulungu é bom para ansiedade? Para que ele serve?

Estudos envolvendo as mais diferentes espécies de Erythrina, comprovaram a eficácia do mulungu como agente tranquilizante. Foi o que mostrou uma pesquisa feita com o auxilio de ratos em um modelo laboratorial de indução de ansiedade, sugerindo que a planta exerce efeito ansiolítico especialmente em comportamentos associados a distúrbios de ansiedade generalizados, por exemplo.

Acima de tudo, essa ação se deve a presença alcaloides presentes no mulungu que atuam sobre o sistema nervoso central, causando bloqueio neuromuscular e relaxamento dos músculos lisos, agindo como depressores, proporcionando sono natural, sem causar dependência, diminuindo o tempo necessário para adormecer.

Bem como, os benefícios citados acima, a infusão da casca do mulungu também é empregada como calmante de tosse e bronquites, além de ser eficaz no tratamento de verminoses e hemorroidas. Se suas cascas forem cozidas, sua ingestão auxilia no processo curativo de abcessos em gengivas.

O uso do mulungu é indicado contra bactérias

Em estudos ainda em fase de testes, seus extratos também exerceram atividade antimicrobiana, atuando diretamente contra a ação de bactérias como Streptococcus pyogenes e Staphylococcus aureus, por exemplo.

Como usar o chá de mulungu?

O mulungu pode ser ingerido internamente (chá das casca) ou externamente. Importante salientar o efeito tóxico que as sementes do mulungu possuem se forem ingeridas internamente! Caso faça o uso interno do chá, a dose recomendada é de 1 a 2 xícaras ao dia, ao preparar uma infusão composta por 2g das cascas secas para 1 litro de água fervida.
Foto por: houroumono

Referências

G1.globo: Chá de mulungu contra a ansiedade.
Biologicanet: Mulungu
Florien: Erythrina V.
Embrapa: Erytrina V.
Ufpr: ESTUDO FITOQUÍMICO E BIOLÓGICO DAS CASCAS DE Erythrina Velutina

Carregar mais
Load More In Plantas & Ervas

Veja também

Benefícios da Alcachofra: além de ajudar no controle do colesterol, é diurética e atua contra a má digestão.

Uma planta nativa da região mediterrânea, introduzida no Brasil por imigrantes italianos n…