Em primeiro lugar, a Angélica (Angelica archangelia L.), também conhecida por arcangélica, erva-de-espirito-santo, raiz-do-espírito-santo e Jacinto-da-índia, por exemplo, é muito conhecida pelos benefícios presentes no preparo da decocçao de sua raiz, que contam com propriedades anti-inflamatórias e digestivas. Assim, suas raízes são normalmente encontradas em lojas de produtos naturais, podendo ser consumida na forma de chá (decocções) ou óleo essencial.

Ativos químicos presentes na Raiz de Angélica

Em primeiro lugar, os principais benefícios da Angélica se encontram em sua raiz, que é rica em monoterpenos, entre eles: : β- felandrenos, β-cariofileno, α e β- pinenos, limoneno, furanocumarinas, angelicina, bergapteno, isoemparatorina, xantoltoxina e arcangelicina. Além disso, conta a presença de ácido angélico, ácidos graxos, sitosterol, ácidos fenolcarboxílicos, ácidos fenólicos, além de ésteres alifáticos e terpênicos. Já o óleo essencial de angélica é composto principalmente por felandrenos, cumarinas e furanocumarinas.

Indicações e ações farmacológicas da raiz de Angélica

Da mesma forma, por conta das substâncias que compõe a raiz da planta, o decocto das raízes da angélica possuem propriedades que atuam no auxilio do tratamento de problemas no sistema digestivo, sendo indicada para casos de má digestão, cólica abdominal causada por flatulências ou menstrual, vômitos, insuficiência hepática e diarreia. Além disso, também pode amenizar os sintomas de nervosismo e da ansiedade, melhorando a qualidade do sono.

Preparo do Chá da Raiz de Angélica

Para preparar a decocção (chá) das raízes da Angélica, você irá precisar de cerca de 10 g de raízes secas da Angélica para cada 200 ml de água. Diferente da infusão, aqueça a água e quando atingir fervura, adicione as raízes secas e deixe ferver por aproximadamente 10 minutos. Logo em seguida, desligue o fogo e deixar descansar por mais 15 minutos. Após o tempo de espera, coe antes de beber. A dose máxima recomendada é de até 3 xícaras ao dia, não devendo exagerar por possuir efeitos colaterais.

O chá da raiz de Angélica possui efeitos colaterais?

Por fim, se for utilizada em altas doses, pode desencadear efeitos colaterais como irritações estomacais e gastrointestinais, Inclusive não é recomendada para diabéticos, por aumentar os níveis de glicose no sangue, e nem para quem possui ulceras. Além disso, se aplicada na pele, resulta em reações de hipersensibilidade, causando manchas na pele quando exposta à luz do sol por muito tempo. Contudo, gestantes também não devem ingerir o chá de Angélica por poder abortar, devido a contrações uterinas.
Foto por: Sami Sieranoja

Referências

PlantaMed: Propriedades da Angélica
Criasaude: infusão de angelica
Tuasaude: Angélica
– BALBACH,A. As Plantas que Curam: Angélica
– ALONSO, J. R. Tratado de Fitomedicina. Isis Ediciones. 1998.
– ÁVILA, L. C. Índice terapêutico fitoterápico- ITF. 2 ed. Petrópolis, RJ. 2013.

Carregar mais
Load More In Plantas & Ervas

Veja também

Benefícios da Alcachofra: além de ajudar no controle do colesterol, é diurética e atua contra a má digestão.

Uma planta nativa da região mediterrânea, introduzida no Brasil por imigrantes italianos n…