O alecrim é uma das plantas medicinais mais conhecidas pelos antigos em razão de ser repleto de benefícios e de suas propriedades medicinais, comestíveis e aromatizantes. Os antigos usavam o alecrim como aromatizante em embalsamentos, na purificação de túmulos e em casas de doentes. A espécie Rosmarinus officinalis L., conhecida popularmente por alecrim, também pode ser conhecida por alecrim-de-jardim, rosmarino, labinotis, alecrinzeiro, alecrimcomum; alecrim-de-cheiro, alecrim-de- horta e rosmarinho, dependendo da região.

Para que serve o chá de alecrim?

Para quem busca os benefícios do alecrim, pode encontrar substâncias com ação terapêutica nas folhas e flores da planta. Na industria, as folhas do alecrim são utilizadas como antioxidante e conservante nos produtos alimentícios. Já na medicina natural, as folhas do alecrim podem ser indicadas em casos de má digestão, falta de apetite, azias, problemas respiratórios e debilidade cardíaca. Na França, por exemplo, o alecrim é utilizado em tratamento sintomático de transtornos digestivos, obstrução nasal, catarros e para enxagues bucais. Já o uso tópico local, pode ser indicado para auxiliar na cicatrização e estimular o couro cabeludo.

Mais benefícios do Alecrim

Populares ainda citam outras propriedades presentes no alecrim como seu efeito antibiótico, anti-inflamatório, anti-espasmódico, diurético e expectorante. Os princípios ativos que compõe o alecrim são os seus óleos essenciais compostos por alfa e beta-pineno, canfeno, mirceno e limoneno, cineol, alcanfor, linalol e verbinol; Os terpenóides (carnosol, ácido oleânico, ursólico, carnosílico); Flavonóides (apigenina, diosmetina, diosmina, genkwanina, luteolina, plantagina); Além da presença dos ácidos fenólicos e cafeico, e os taninos. Os taninos e as saponinas possuem características que auxiliam na desintoxicação e inibição de substâncias e células carcinogênicas.

Efeitos colaterais do Alecrim

Contudo, por mais que o alecrim seja benéfico na maioria dos casos quando consumido, é uma planta abortiva que deve ser evitada por gestantes. O alecrim também não é recomendado para prostáticos e pessoas com diarreia. Se utilizado em altas doses  pode levar a crises convulsivas, aumentar o nível da glicemia e da pressão arterial.

Referências

– BALBACH, A. As Plantas Curam – Alecrim-de-jardim.
– Janaina Gomes Penteado, Adriana Trippia Cecy. ALECRIM Rosmarinus officinalis L. Labiatae (Lamiaceae): UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA 
– “Tratado de fitomedicina – bases clínicas e farmacológicas” Dr. Jorge R. Alonso – editora Isis . 1998

Load More Related Articles