No mês de dezembro, com o início do verão e das altas temperaturas, nada melhor do que se refrescar com uma melancia geladinha. Da melancia, tudo pode ser aproveitado. Por exemplo, a polpa da melancia é excelente para promover a hidratação do corpo, além de ser rica em nutrientes. Já a parte branca e suas sementes tem substâncias que auxiliam o bombeamento do sangue, aumentando a libido e melhorando o desempenho sexual.

A melancia (incluindo sua polpa, casca e sementes), é composta por vitaminas A, C, B3 , B6 e E, licopeno (responsável pela cor vermelha da sua polpa), citrulina, sais minerais como cálcio, potássio, magnésio, fósforo, manganês, zinco e cobre, tiamina, riboflavina, niacina, beltamol, colbenazotol, além de água, carboidratos e proteínas. Quando a polpa da melancia é ingerida in natura ou através de seu suco, ela ajuda na eliminação do ácido úrico (causador da gota e cálculos renais), na limpeza do estômago e dos intestinos, no controle da pressão alta, nos tratamentos de acidez estomacal, de inflamações das vias urinárias, bronquite crônica, fortalece o pulmão,combate a anemia, estimula o rim, além de proteger contra o câncer de útero, próstata, seio, cólon, reto e pulmão.

Através de suas fibras, a melancia auxilia no emagrecimento, por agirem na regulação do trânsito intestinal, eliminando toxinas e colaborando para a redução do colesterol, fora seu papel diurético que ajuda na eliminação dos inchaços. A casca e as sementes da melancia, também são ricas em um fito nutriente com ação vasodilatora: a citrulina. Após ser ingerida, a citrulina é convertida em arginina. A arginina por sua vez, forma ao o óxido nítrico no interior dos vasos sanguíneos, levando à vasodilatação e ao relaxamento vascular. Como resultado, há um aumento na libido, no desempenho sexual e na manutenção de problemas causados pela disfunção erétil. Para se beneficiar das substâncias que compõem as sementes da melancia, é indicado o preparo do chá das sementes da melancia ou que elas sejam trituradas antes do seu consumo. No entanto, não é possível afirmar que toda a citrulina será convertida em arginina, nem que toda arginina será usada pelo organismo na produção de óxido nítrico após o consumo da fruta.

melancia 2

Mesmo com tantos benefícios, algumas pessoas podem ser sensíveis ao consumo da melancia por conta da citrulina, em especial pessoas com artrite reumatoide e quem sofrem de uma deficiência genética conhecida por citrulinemia. Diabéticos também devem consumir com cautela a melancia.

Referências

– BALBACH, A. As Frutas na Medicina Natural – Melancia.
– http://www.cpatsa.embrapa.br:8080/sistema_producao/spmelancia/quimica.htm
–  www.dalmeida.com/hortnet/Melancia.pdf

Cláudio P. Filla | Laboratory Technician UTP-PR | Químico, escreve sobre o efeito positivo dos alimentos naturais através de suas propriedades e os perigos por trás dos alimentos industrializados. Mas gosta mesmo é de compartilhar alternativas para uma vida mais saudável. Curitibano, ama um pé na terra e outro no mar, mas também a rotina cultural da cidade grande.
Carregar Mais
Carregar Mais Frutas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA *

Veja Também

Alimentação colorida? Saiba quais benefícios cada cor de alimento traz para seu organismo.

Não é de hoje que sabemos a importância para nossa saúde manter uma alimentação equilibrad…