Uma planta nativa da região mediterrânea, introduzida no Brasil por imigrantes italianos no século 20 e que chama a atenção por ter uma flor com um formato bem exótico. Estamos falando da Alcachofra (Cynara scolymus). A planta que possui uma flor e, dentro dela, existe uma parte carnosa que pode ser utilizado no preparo de várias receitas. Porém, existem estudos que comprovaram que as suas folhas podem ajudar no controle do colesterol no organismo, além de outros benefícios.

Para que serve a alcachofra?

Para se ter uma ideia, as partes comestíveis da Alcachofra são ricas em polifenóis, inulina, fibras, proteínas, vitaminas A, C e do complexo B, além de minerais e outros ativos. Esses nutrientes também colaboram no alívio da constipação devido a presença do oligossacarídeos, que estimulam o crescimento da microflora intestinal.

Alcachofra é bom para o figado?

A Alcachofra é conhecida por seus diversos nutrientes e benefícios, como sua ação no controle do colesterol (devido aos flavonoides, que são as moléculas que dão a cor roxa), contra os sintomas da má digestão e até na proteção no fígado. Uma da suas principais funções é ativar a vesícula e estimular a bile, digerindo gorduras (função desenvolvida pela Cinarina e inulina, que contribuem para a quebra de gorduras).

Tomar alcachofra emagrece?

Devido a presença de oligossacarídeos, que podem ser classificados como fibras dietéticas, a alcachofra pode favorecer o emagrecimento, atuando como um alimento diurético. Após essas substâncias passarem pelo estômago, elas entram em um processo fermentativo que estimula o crescimento de organismos benéficos à saúde do cólon.

Como comer?

Para aproveitar dos benefícios da alcachofra, você pode comer ela in natura, através de chás ou por fitoterápicos. Para realizar o preparo de chás, o ideal é utilizar as folhas secas da flor. In natura, você pode consumir a alcachofra cozida e usar sua criatividade na hora do preparo.

Tomar chá faz mal?

Vale salientar, que embora a flor seja repleta de benefícios, evite exagerar no consumo do chá. O ideal é que seja tomado de três a cinco xícaras do chá ao longo do dia, não devendo ser um uso crônico, especialmente por pessoas que têm problemas ligados à vesícula.
Foto por: Jimmy Baikovicius

Referências

G1globo: Benefícios da Cynara scolymus.
Saude: Fitoterápico que ajuda na má digestão.
Gauchazh: Flor diurética que diminui o colesterol.

Load More Related Articles