Infelizmente, o cafezinho nosso de cada dia é de baixa qualidade e possui um amargor acentuado. Essa é a conclusão da maioria dos especialistas quando avaliam o café do varejo, vendido em grande quantidade nos supermercados. Cafés amargos são geralmente submetidos a torras extrafortes, de grãos muito queimados que comprometem e mascaram o sabor. O que tem acontecido é que, nos últimos anos, algumas grandes marcas começaram a trabalhar com o chamado café “extraforte”, que nada mais é do que café misturado com cereais. Conhecendo alguns dos problemas envolvidos na produção do café, trazemos algumas dicas, na hora do preparo, que podem melhorar a degustação do famoso cafezinho.

Como preparar um bom café 

1. Primeiro é importante saber que um café pouco diluído em água, não é um café forte, mas sim encorpado. O que determina se um café é forte ou fraco é a cor. Café de qualidade tem cor mais clara, como um chocolate. Fuja de café de cor muito escura.

2. Café bom tem aroma agradável típico da bebida. Sem um bom aroma, não é um bom café.

3. Na hora de coar o café, use água mineral ou filtrada e NÃO DEIXE FERVER. Assim que começar a borbulhar, antes de ferver, desligue a água. Escalde o porta filtros, o filtro e a garrafa térmica.

4. Pode usar filtro de papel ou de pano, desde que bem higienizado.

5. Não coloque o açúcar na água que vai passar pelo café. O açúcar aumenta o ponto de ebulição, que não deve ser maior que 94º C.

6. Não mexa o café com a água dentro do coador. Use apenas o movimento da água que sai da chaleira.

7. A quantidade de pó e água depende do gosto da pessoa, mas uma regra geral é usar 50 gramas de café (3 colheres de sopa cheias) para cada 500 ml de água. Quanto mais pó, mais encorpado será o café.
Foto por: Lola núñez

Referências: – BandaB: Como fazer um bom café? Conheça as dicas e saiba que o Norte do Paraná tem um dos melhores grãos do mundo.

Carregar mais
Load More In Química de Alimentos

Veja também

Para que serve o Tucupi? Descubra os benefícios do caldo da mandioca!

De origem indígena, o tucupi, também conhecido como o ouro da Amazônia ou shoyo do novo sé…