A depressão pode prejudicar o rendimento no trabalho, relacionamentos, esportes e vida social. Assumir o problema e procurar tratamento é uma decisão extremamente importante. Pode ser causada por desequilíbrios ou ser resultado de um estresse mental, que pode afetar a saúde de forma profunda.

Muitas pessoas tomam remédios antidepressivos e eles proporcionam um alívio temporário dos sintomas, mas geralmente eles causam danos incalculáveis para a saúde física. Uma alternativa para o tratamento da depressão é o uso das ervas medicinais, pois trazem bons resultados sem efeitos secundários prejudiciais.

A Erva-de-São-João é uma planta medicinal, também conhecida como Hipericão ou Jarsim, utilizada como um antidepressivo natural em casos de depressão. O nome Erva de São João aparentemente refere-se a João Batista, uma vez que essa planta floresce por volta da época da festa de São João Batista no final de junho. Seus principais constituintes são a hipericina, hiperforina e os, flavonoides. A Erva-de-São-João pode ser usada para aliviar o estresse, tratar insônia, nervosismo e depressão. Pode, ainda, ser utilizada no combate à caspa, acne, problemas digestivos, gota, hemorroidas e problemas urinários. Há evidencias científicas que mostram  que a Erva de São João tem bons resultados no tratamento de depressão leve a moderada. Porém, em depressões mais fortes ela não tem muita ação. Desde 2002 há tarja vermelha com a frase “venda sob prescrição médica” nos produtos à base de Erva de São João. A Erva de São João só deve ser usada com orientação médica. O uso moderado da erva São João também pode trazer resultados em casos de dificuldades respiratórias, ajudar em menstruações atrasadas, além de outras indicações, como um anti-inflamatório natural, antidiarreica, antisséptico, antidepressivo, calmante, sedativo, vermífugo, indicado no tratamento de seborreia, indicado no tratamento de problemas pulmonares, digestivos e de hemorroidas.

Você pode comprar a Erva de São João, acessando nosso parceiro: Riqueza Natural)

Efeitos colaterais e cuidados no uso da Erva de São João

A erva de São João pode causar elevação da sensibilidade à luz do sol. Em alguns casos a Erva de São João pode acelerar ou desacelerar o processamento e quebra dos remédios no corpo, como, antidepressivos, pílulas anticoncepcionais, ciclosporina (que previne o corpo de rejeitar órgãos implantados), digoxina (que fortalece as contrações do músculo cardíaco), entre outros.

Por ser uma erva que ajuda a descer a menstruação, a erva de São João não deve ser consumida por gestantes, por ser uma erva que pode provocar o aborto.

Como fazer o chá da erva de São João

Ferva uma xícara de água e acrescente 1 colher de sobremesa de erva-de-são-joão, deixando repousar tampada por alguns minutos.

Em geral, a duração do tratamento é de 4 a 6 semanas, no mínimo. O efeito ocorre na maioria das vezes somente após 10 dias da primeira tomada do medicamento. Mas o ideal é o acompanhamento e a indicação de um especialista.

Referências

– BALBACH, A. As Plantas Curam. São Paulo.

Cláudio P. Filla | Laboratory Technician UTP-PR | Químico, escreve sobre o efeito positivo dos alimentos naturais através de suas propriedades e os perigos por trás dos alimentos industrializados. Mas gosta mesmo é de compartilhar alternativas para uma vida mais saudável. Curitibano, ama um pé na terra e outro no mar, mas também a rotina cultural da cidade grande.
Carregar Mais
Carregar Mais Chás & Sucos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA *

Veja Também

Desprezado em algumas regiões, o Caruru possui alto valor nutricional e pode ser utilizado em casos de deficiência de cálcio e vitaminas, e contra infecções.

Da família das Amarantáceas, o caruru ou bredo é uma planta silvestre comestível. É um veg…