A alfarroba é o fruto da alfarrobeira  (Ceratonia siliqua), conhecida também por Pão-de-João ou Pão-de-São-João,  figueira-de-pitágoras e figueira-do-egipto. A árvore é  originária da região mediterrânica que atinge cerca de 10 a 20 m de altura.

A alfarroba, dispensa o uso de açúcar na fabricação de seus produtos, por ser naturalmente doce, razão que torna seu uso cada vez mais comum como alternativa ao chocolate. A alfarroba além de conter baixo nível de gordura satura, ainda não possui estimulantes como a cafeína e a teobromina, e é rica em vitaminas e minerais. Antes de usar a alfarroba, a polpa da vagem é torrada e moída, virando um pó ou farinha que pode substituir o cacau – na aparência, no sabor e na textura. Alguns nutrientes presentes na alfarroba são as vitaminas B1 e B2, que ajudam o organismo a metabolizar gordura, carboidrato e proteína, alto poder antioxidante, não contem glúten, fonte de vitamina A e minerais como o cálcio e magnésio – minerais que, juntos, melhoram a mobilidade dos músculos.

alfarroba

Em relação a quantidade de açúcar e de gordura, o cacau possui até 23% de gordura e 5% de açúcar, enquanto a alfarroba possui 0,7% de gordura e um alto teor de açúcares naturais (sacarose, glicose e frutose), em torno de 38 a 45%. Porém, mesmo com a alta concentração de açucares, a alfarroba possui fibras que fazem com esse açúcar seja digerido lentamente, – além de estimulam o bom funcionamento do intestino.

Embora a alfarroba ofereça muitos benefícios para o organismo, ela deve ser consumida com moderação, devido ao seu alto conteúdo de taninos. Os taninos, quando consumidos em excesso, podem dificultar e até inibir a absorção de proteínas e alguns minerais essenciais ao nosso organismo. Diabéticos também devem consumir com moderação, mesmo possuindo baixo índice glicêmico, não custa cuidar!

Referências

– http://www.senado.gov.br/senado/portaldoservidor/jornal/Jornal132/nutricao_alfarroba.aspx
– http://caras.uol.com.br/bem-estar/alfarroba-tem-gosto-de-chocolate-nao-engorda-e-faz-bem-para-saude#.VjI_sLerTIV
– http://mdemulher.abril.com.br/dieta/boa-forma/alfarroba-x-chocolate-sera-que-a-troca-vale-a-pena

Cláudio P. Filla | Laboratory Technician UTP-PR | Químico, escreve sobre o efeito positivo dos alimentos naturais através de suas propriedades e os perigos por trás dos alimentos industrializados. Mas gosta mesmo é de compartilhar alternativas para uma vida mais saudável. Curitibano, ama um pé na terra e outro no mar, mas também a rotina cultural da cidade grande.
Carregar Mais
Carregar Mais Alimentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CAPTCHA *

Veja Também

A frutose é realmente uma vilã? Entenda o que é frutose, suas características, aplicações e seus malefícios à saúde!

A Frutose, também conhecida por levulose ou açúcar das frutas, possui alto poder adoçante …