De acordo com o aproveitamento feito pelo organismo, podemos reunir os alimentos em cinco grupos: proteínas, glicídios ou carboidratos, lipídios ou gorduras, vitaminas, água e sais minerais.

Proteínas, a estrutura do corpo

Este grupo, por exemplo, é o principal grupo de alimentos do corpo, isto por que eles participam da formação dos músculos e quase todas as estruturas celulares do organismo. Além disso, são responsáveis pela formação das enzimas que controlam as reações químicas do organismo e anticorpos. Contudo, após serem ingeridas, as proteínas, são divididas em pequenas unidades chamadas de aminoácidos, ainda no processo digestivo. Ao serem absorvidos pelo sangue, os aminoácidos são levados até as células, onde se reúnem e formam novas moléculas de proteínas. Cada molécula de proteína possui milhares de aminoácidos, formados por átomos de carbono, hidrogênio, oxigênio, nitrogênio e até enxofre. A maioria dos alimentos de origem animal fornecem proteínas. Os mais conhecidos são: carne vermelha, frango, peixe, ovos, leite, queijo, feijão, soja, amendoim e até pinhão.

Carboidratos, energia do corpo.

Por outro lado, os Carboidratos são considerados umas das principais fontes de energia do organismo. Ou seja, é o combustível que faz funcionar os órgãos e muculos construídos pelas proteínas. São encontrados em cereais como, por exemplo: arroz, trigo, aveia, milho e nos alimentos derivados. Os derivados são: pão, massas, farinhas. Também são encontrados em frutas, raízes e tubérculos como a banana, beterraba, mandioca e batata. O açúcar branco comum, nada mais é que um refino de vegetais naturais, como a cana, possuindo uma alta concentração de glicídios. Por outro lado, o mel é um refino natural com alta concentração de carboidratos. Uma alimentação constituída só de carboidratos deixa o organismo fraco.

Tipos de carboidratos

Existem dois tipo de carboidratos: os simples e os complexos. Os simples, como a glicose, são absorvidos diretamente na corrente sanguínea sem necessidade de digestão. Os complexos, como o açúcar comum e sacarose, são formados por duas moléculas, uma de glicose e outra de frutose, e são quebradas antes de seres absorvidas.

Lipídios, Formam reservas de energia

Também conhecida como gordura ou óleos, os lipídios podem ser encontrados de duas formas:

1) Do excesso de glicídios, ultrapassando o limite que o figado armazena e sendo transformado em gordura.

2) Pela ingestão de alimentos de orgiem animal (banha, toucinho, manteiga) ou vegetal (óleo, azeite, abacate, amendoim, coco, etc.).

Os lipídios localizam-se sob a pele  e ao redor de alguns órgãos, Funcionam como isolantes térmicos e como energia para o corpo na falta de carboidratos, transformando-se em açucares e queimados.

Grupos de alimentos: Vitaminas, reguladores e protetores

As vitaminas, por exemplo, auxiliam as enzimas, aumentando a velocidade das reações químicas do organismo. Elas podem ser classificadas em dois grupos: lipossolúveis e hidrossolúveis. As lipossolúveis se dissolvem bem em gorduras de alimentos animais, como as vitaminas A, D, E e K. As hidrossolúveis dissolvem melhor em água  e se encontram em cereais, verduras e frutas, como as vitaminas do complexo B e a vitamina C. As vitaminas absorvidas de alimentos são mais saudáveis que as encontradas em comprimidos, fortificantes, entre outros. Além de terem atuarem como coenzimas, as vitaminas protegem o organismo.

Grupos de alimentos: Água e sais minerais

A maior parte do nosso corpo é constituído de água. Temos que tomar muito liquido, pois grande parte da água do nosso organismo vai embora pela urina, transpiração, fezes e respiração. Podemos resistir semanas sem comer, mas sem água não. Os minerais são importante para a formação de nossos ossos e sangue.

Exemplos de minerais

Cálcio e fosforo: São necessários para a formação dos ossos e dentes, para o funcionamento dos nervos e muculos, e para a coagulação do sangue. A sua falta provoca raquitismo em crianças, osteoporose em adultos e podem ser encontrados no leite, queijo, casca de ovo.

Ferro: É responsável pela formação da hemoglobina dos glóbulos vermelhos. Em pequenas doses causa a anemia, que consiste na diminuição dos glóbulos vermelhos. Pode ser encontrado na carne vermelha, feijão, figado de boi, lentilha, requeijão, ovos e verduras escuras.

Iodo: Faz parte das moléculas do hormônios tireoide. Sua falta provoca o bócio, um aumento exagerado da tireoide, bem como o cretinismo, uma fraqueza e retardamento no andar e falar. Está presente no siri, caranguejo, lagosta e outros frutos do mar, além, do sal iodado.

Fonte: SANTOS, Maria Angela dos, Biologia Educacional. São Paulo, Ática, 1987

Carregar mais
Load More In Uncategorized

Veja também

Limão e seus benefícios para a saúde – Promete até emagrecimento!

Campeão dos temperos e dos remédios, graças aos seus benefícios, o limão é o grande aliado…